Publicado por: Amauri Nolasco Sanches Junior e Marley Cristina Felix Rodrigues | 4 de julho de 2013

Vanguardas partidárias: pessoas com deficiência

o povo unido governa sem partido

Por Amauri Nolasco Sanches Junior

Filosofo da inclusão

O próprio Karl Marx disse que todo solido um dia se desfaz, nós sabemos aonde o calo aperta e aonde isso dará ou não resultado. Estamos numa nova Era e quem não se adequar a essa nova perspectiva, vai ficar para trás. A inclusão é feita nos movimentos e não com partidos e isso fica claro no andar nesse processo, porque não temos uma verdadeira inclusão, tudo não passa de uma mentira que a nossa vaidade adora. Como deixar de dizer que pertenço a um partido que realmente pertence às minorias? Ser o “bonitinho” sempre foi meta da maioria dos nossos compatriotas que ainda não sabem pensar ou lutar sem tutores.

As pessoas não entenderam ainda que não se faz inclusão com partidos, quem esta lutando nas ruas são os movimentos e não os partidos, esses partidos que ai estão não entenderam as ruas ou não querem entender. Nunca entrei em partido nenhum e isso é verdade, sou um militante inveterado dos sem partidos muito antes de aparecer os apartidários. Nunca vi nenhum partido pagar minhas contas e me ajudar e isso é mais que verdade, porque não enchemos nossas barrigas com ideologias partidárias, não comemos ou temos as coisas com ideologias partidárias. Isso é fato. O que temos que entender é que cada um pode achar a sua própria resposta, sua própria analise.

Todos nós temos nossas ideologias e o que acreditamos como um ideal, o único erro que acreditamos nesse ideal baseado em nossas próprias crenças. Não ouvimos o outro e não nos colocamos na dor dele, ficamos a mercê de alienações de uma esperança que outras pessoas nos dizem, mas que não passam de trapaças e sonhos que não são os nossos. Nós humanos somos muito vulneráveis com o que lemos o que escutamos e o que assistimos, porque somos muito influenciáveis e nos levamos a acreditar naquilo. Se não gosto de um canal e está clara sua manipulação – como não assisto TV – eu posso trocar de canal, como nós podemos trocar. As metas são alcançadas quando temos o foco naquilo, não adianta ser contra a Copa, por exemplo, e ver jogo de futebol, isso é incoerente e temos que ter coerência naquilo que estamos certos em lutar.

Na matéria de inclusão estamos vivendo ilusões partidárias tremendas, não se tem um plano de governo nessa área, temos programas paliativos. Exemplos têm aos milhões, como leis antiviolência que não precisaria por sermos cidadãos, de qualificação se estudamos, alias, qualificação se melhora as escolas e os cursos técnicos que não tem a menor condição de existir, somente os particulares. Mas todos nós sabemos, que nem todo mundo pode pagar ganhando um salário mínimo porque as empresas não querem contratar. Que partido nos ajuda mesmo? Que partido nos dará respaldo quando nos faltar dinheiro ou faltar aparelhos para nossa locomoção? A verdade é que recebi um desses aparelhos e ele está literalmente desmontando, se eu posso denunciar e nenhumas partes envolvidas me deu resposta, imagine uma pessoa no interior lá da catinga que não pode. É isso que os partidos fazem e é por isso que não tenho religiões, partidos e filosofias ideológicas políticas, por ver tudo no geral.

A manifestação que vamos fazer no dia 7/7 tem esse problema, mexe com o partido que está na prefeitura de São Paulo e é o motivador de tanto reboliço em fazer uma declaração no dia 29/07 que iriam tirar as viagens extras, os eventuais, como forma de levar as pessoas com deficiências nas consultas medicas do Serviço Especial ao Atendimento as Pessoas com Deficiência o ATENDE. Sabemos também por experiência própria, que começa a tirar as coisas aos poucos até não restar mais nada, como também a entrada de cooperativas, onde se torna inviável o serviço por não conter treinamento e são pessoas com índoles duvidosas. Há falhas graves dentro do ATENDE que as pessoas se esquecem, como adaptações erradas, motoristas pouco treinados e o terrorismo psicológico que algumas pessoas sofrem. Isso é se o estatuto do serviço não ser modificado para atender alguns interesses. Outra coisa que ninguém enxerga é que temos que ligar 20 dias antes sendo que nenhum medico marca uma consulta 20 dias antes… No caso de emergência chama o SAMU?

Não é só a prefeitura que está no “pairo” também existe o Estado que não adapta as ETECs adequadamente e não faz um serviço verdadeiro de inclusão sempre criando maneiras paliativas. Não deveríamos nunca ter preconceito e nem ter partido, porque luta nós fazemos com movimentos e pessoas com deficiência o resto, é apenas conversa.

vem pra rua!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: