Publicado por: Amauri Nolasco Sanches Junior e Marley Cristina Felix Rodrigues | 12 de abril de 2013

preconceito e ciência

Qual o papel da ciência?

Lendo um artigo sobre o preconceito destaco essa parte

 

“Hodson afirma que “menor capacidade cognitiva pode levar a várias formas simples de representar o mundo e uma delas pode ser incorporada em uma ideologia de direita, onde ‘pessoas que eu não conheço são ameaças’ e ‘o mundo é um lugar perigoso ‘…”

Então o preconceito parte do pressuposto que temos uma capacidade cognitiva para entender certas imagens? Isso pode explicar muita coisa, como as empresas não contratarem pessoas com deficiência porque seus lados cognitivos não estão aptos a analisar capacidades e não deficiências, mas não explica tudo e é sim uma questão cultural. Quando Hitler subiu no auto posto na Alemanha, a maioria da sociedade fazia dos judeus culpados da crucificação de Jesus já fazia séculos, que passou a ser uma desculpa para também serem culpados da Alemanha ter perdido a primeira guerra mundial e outros fatores sócio-econômicos. Não foi mais de ordem cultural do que cognitiva? Hoje se usa muito a ciência para fazer estudos como desculpa para explicar as vezes, coisas que podemos perceber como fenômenos culturais.

 

Como aprendi com meu professor de história do meu supletivo do ensino médio, não existi nem direita e nem esquerda o que existe são interesses, podemos comprovar com o nosso governo que quando era oposição dizia uma coisa, agora que é situação diz outra. Muito comum na politica, no que se referimos a preconceito, não deveria ser comum em nenhum dos setores que regem a sociedade civil. Mas as pessoas ainda insistem em enfiar suas ideias na sua *goela* como se fosse toda verdade do universo, e não é só os religiosos, muitos neo-ateus também estão ficando assim. A mídia ainda insiste em impor tipo de programas – indo além do que é moral ou não – que acaba com a sociedade civilizada. Nem estou dizendo que esse programas são politicamente corretos ou não, são o que são porque recebem audiência de um publico sedento de *sangue e baixaria* não muito diferente dos romanos as arenas de gladiadores ou mortes dos cristãos (ao que parece esqueceram desse detalhe quando perseguem).

 

Os fanáticos se alienam porque fogem do mundo onde vivem, não por serem menos inteligentes, mas porque tem a mesma sensação de um usuário de drogas. Usam a ciência para tudo, até para justificar fanatismos e preconceitos que são propagados pela própria mídia, alguém já viu uma pessoa com deficiência fazer comercial? Ainda querem vender que a pessoa com deficiência deve ter uma postura adequada diante do RH, que não basta somente o currículo ser bom ou sua dinâmica ser excelente, você é obrigado a sorrir para o RH. Então, se a pesquisa tiver razão, os RHs da vida tem o QI reduzido para fazerem julgamento não pela capacidade de trabalho e sim, pela aparecia das pessoas. Eles tentaram jogar a culpa na biologia e pioraram a situação.

 

Não é só as pessoas com deficiência, são todas as pessoas que se aparentam diferente do padrão aceito, porque aqui no Brasil ainda, tem empresas que não contratam pessoas com tatuagem. Qual o impedimento de um sujeito de fazer seu serviço com tatuagem? Nenhum! Ainda a *desculpa* é que muitos usam a tatuagem como camuflagem para esconder as picadas de agulhas de drogas, mas conheci até motorista de entidade que era viciado e não tinha tatuagem. Como fica? Então o empresário tem o QI baixo? Ou é *safadeza* mesmo com uma descriminação velada? Indo muito mais além, o que deveria ser uma *boa aparência*, senão um padrão aceito para trabalhar em uma empresa para dar o ar de beleza e virtude. Não é uma padronização greco-romana da beleza?


Há um erro muito grave de atribuir esse fato a Platão, pois Platão não disse nada de corpos belos e coisas do tipo. O que ele disse que uma alma (anima) bela dará corpos belos não é o que entendemos como alma, alma para eles era algo muito mais ligado aos sentimentos e sua índole. Essa *moralização* da alma platônica veio com o advento do cristianismo que incorporou essa interpretação como sendo verdadeira. Pois nunca saberemos se foi intencionalmente ou tencionamento, mas que fez muitos pensadores como Nietzsche, condenar sua filosofia. A coisa tem agravantes perigosos que podem fazer o ser humano repensar a matéria sobre ciência e qual se papel.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: