Publicado por: Amauri Nolasco Sanches Junior e Marley Cristina Felix Rodrigues | 23 de outubro de 2011

Façam, mas digam a verdade!

Descrição: A justiça chorando sentada no chão e no seu lado esquerdo, a balança e a espada caida.

Minha noiva meu deu uns toques sobre o texto que escrevi sobre a AACD e minha opinião meia estupida sobre o TELETON, porque sempre fui paciente da tal entidade e nunca tive nenhum beneficio para minha deficiência. Acho que as crianças internadas não tem culpa, não tem liberdade, não tiveram o amor o bastante dos seus pais para criarem seus filhos e darem uma vida de carinho a eles. e não me digam que isso é obra da ignorancia ou da pobreza, que meu pai era pobre (ainda é), e não faltou nada para mim, conheço pai e mãe pobre que não deixariam nenhum dos seus filhos – com o sem deficiência – em uma entidade, enfim, é algo que a midia esconde. Colocarei o texto aqui e depois volto:

pra mim a AACD é um bando de sem vergonha, não falam nada que fazem verdadeiramente, os aparelhos são caros, eles não deixam outros deficientes participarem e ainda, tomam conta de todas as vans do ATENDE daqui de São Paulo. Tomem vergonha na cara e digam a verdade, digam que nossos pais pagam tratamento, digam que o banheiro da própria AACD é um lixo de adaptação, que um adulto vai no banheiro ele não cabe na porta por causa de sua cadeira de rodas, digam que vocês recebem recursos dos SUS. Ainda quando vão erntregar cadeiras e aparelhos pelo SUS são cadeiras de má qualidade, fora que fecharam a oficina abrigada da Mooca, pra fazer mais consultórios e deixar um monte de deficiente em casa. Querem fazer espetáculo? Façam, mas digam a verdade.

Realmente minha opinião não mudou, sim, eles são sem vergonha. Por que? Na verdade a entidade AACD sempre recebeu incentivo do governo como agora no caso, recebe do SUS. Verdadeiramente, são milhões que são repassados e não adianta negar isso. Dentro do espetáculo do TELETON, eles não chegam a dizer que não tratam as crianças como devem tratar – minha noiva levou na cara que não podia andar aos 8 anos de idade – porque seus médicos são estupidos e sem noção que não são nada competentes. Não me interessa onde eles estudaram, não são preparados para serem médicos de uma clinica ou entidade reabilitória desse porte. No mais, não fazem força para reabilitar nada, somente fazem operações infinitas que no limiar de nossas esperanças, não iremos andar (palavras deles). Testemunha disso é minha noiva Marley, pois aos oito anos de idade, até chorou por conta que os médicos disseram que ela não iria andar, acometida de Paralisia Cerebral (não é retardo mental). O que eles dizem disso no TELETON? Que são “amigos” da causa da inclusão e lutam para os deficientes serem incluidos. Tenho propriedade o bastante em dizer: é mentira!!! Os médicos ficam espantados quando dissemos que somos coordenadores de movimento, que temos filhos, que somos casados e por ai vai.

Os diretores do TELETON não deixam nenhum deficiente entrar além daqueles que eles determinam. Isso é fato! Eles tem medo que a verdade da entidade em questão, seja descoberta pelos pacientes mais antigos, porque vimos muitas coisas que a meninada não vê e isso é claro. Vimos muita Kombi escolar pegar fogo, faltar freios e abrir portas em movimento, para ficarmos quietos diante das mentiras e hipocrisias dentro do espetáculo que se torna o TELETON. Talvez somos esquecidos dessa entidade, porque virou um grande negócio rendavél se fazer de vitima, vide as igrejas evangélicas, que faturam milhões dizendo que estão ajudando os “necessitados”. Isso não é bom para a causa da inclusão, porque ao invés de mostrar uma imagem de que o deficiente pode, eles fazem ao contrário, mostram um deficiente dependente, uma pessoa que sem a entidade o deficiente não vive.

Depois todo o TELETON freta literalmente, as vans do serviço ATENDE. É um sufoco conseguir uma viagem nessas vans e elas estão disponivéis para esse espetáculo. Espetáculo esse que não me ajuda em nada e não ajuda nenhum deficiente além dos seus próprios cofres, de seus egos que não veem, que caridade não ajuda ninguém e nunca ajudou, pois o próprio Aristóteles disse que seria muito melhor dar trabalho aos deficientes, do que sustenta-los. No porém, a sociedade não sabe que nossos pais pagaram as consultas, pagaram e muito caro os aparelhos, pagaram as oficinas abrigadas da vida para aprendermos algo e nada, ainda fecharam ela deixando vários colegas trancados em suas casas. E ainda, seus banheiros são mal adaptados e feito somente para as crianças e nós adultos, não podemos ir ao misero banheiro. Ainda, o SUS dá a cadeiras de rodas e não a AACD, ainda, eles dão de má qualidade e no relatório, colocam que é de melhor qualidade.

Ainda em 2000, eu presenciei o fechamento da Oficina Abrigada de Trabalho do Bairro da Móoca que fica ou ficava, na unidade da Mooca na regional na R: Taquari. Eles além de jogar um monte de deficiente lá com a desculpa que não poderiam aprender nada. chamando esses deficientes de inuteis, ainda fecharam o unico lugar que poderiam ir. Deixando muitos deficientes em suas casas, trancafiados em suas TVs sem nada para fazer e deixando seus cerebros atrofiarem, deixando suas idéias morrerem. Vocês acham mesmo que essa entidade tem condições de lutar ou apoiar a luta das pessoas com deficiência e a inclusão? É uma farsante enganadora que só quer saber de arrecadar dinheiro para dizer que cuida de alguma coisa, mas posso garantir, que não cuida nem dela mesmo. Fora que o diretor administrativo vivia dizendo que a unidade da Mooca e a Oficina só dava prejuizo…a entidade não é sem fins lucrativos? Como podemos ver, tudo é uma farsa contada mil vezes.

Querem fazer esse espetáculo? Façam, mas digam essa verdade e quem quiser, dê dinheiro para essa farsa.

Anúncios

Responses

  1. Olá, sou paciente da AACD a mais de 10 anos e posso dizer com toda certeza que tudo que meu caro amigo publicou é a mais pura verdade, tudo na AACD é pago e não é barato não, tem gente leiga por ai que acha que a AACd é uma instituição sem fins lucrativos que vive só de doação mais a coisa é bem diferente. Pra mim conseguir passar nas consultas quando entrei lá tive que pagar e hoje quando eu falo para as atendentes sobre isso elas rebatem e dizem aqui não existe nada pago é tudo gratuito, conversa. Sou portadora de deficiencia física faço uso de uma prótese sofri uma amputação transtibial de perna esquerda paguei 10 mil reias na minha protése, sem contar nas manutenções, até material descartável lá é cobrado, os banheiros são um verdadeiro nojo. Os funcionários vcs acham que os fisioterapeutas médicos psicologos psiquiatras ou seja vcs acham que esse pessoal se matam de trabalhar? Lá eles tem uma cota diária, lá não tem ninguém ralando não os fisioterapeutas passam a maior parte do tempo sentados batendo papo isso eu sei porque eu mesma vejo. Resumindo, ali é muito funcionário pra ganhar dinheiro sem fazer nada. Ali só entra muito dienheiro, mais o atendimento é péssimo e muito caro.

  2. Lidi…obrigado pelo depoimento e sim, vamos desmascarar essa farsa


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: