Publicado por: Amauri Nolasco Sanches Junior e Marley Cristina Felix Rodrigues | 11 de fevereiro de 2010

Praia para TODOS-Onde?em te


Estava aqui pensando a situação dos deficientes em suas vidas vazias e sem propósito ai veio um site sobre praia adaptada e inevitavelmente, li muitos absurdos. Mas antes de tudo, acho que pelas fotos que vi, não eram deficientes que viviam muito mal em suas casas e eram “bem resolvidos”. Mas não só isso vive o ser humano, pelos menos acho eu, que temos muito mais prioridades do que ficar indo a praia todo dia tostar igual um churrasco de picanha assada.

Você ai da foto sorrindo, feliz e contente por ter uma praia para ir, sabia que muitos nem sair de casa podem? Sabia que quando você brinca ai na area com alegria, tem alguns que nem tanto estão alegres? É isso ae! Inclusão são para muitos poucos ou nenhum que não podem pagar ou soltar esse sorrisinho alegre em seu rosto, achar que a vida é um estranho parque temático que as pessoas estáo sempre brincando e rindo, as Alices tem que sair desse país das maravilhas e buscar informações, ver as realidades da vida, ver o quanto as pessoas passam para pelo menos, ver quem tanto gosta. Por outro lado, como vai se adaptar a praia? Fazer uma rampa até o mar e os gets-skis voar até Copacabana? Ou fazer um corrimão até a beirada do mar e os “outros” ficar tropeçando e caindo? Não existe adaptação possivel numa praia, o que existe é o deficiente cadeirante cair na real, cair em uma realidade profunda, que não é a acessibilidade que precisamos colocar, mas que para sermos “incluidos” não precisamos atedimento VIP.

Se lemos Foucault, filosofo francês contemporaneo, vamos ver a questão dos “excluidos” como mero simbolo do discurso, ou seja, depende de quem ouve e de que fala. Se excluir é o caminho para se isolar, se fazer “diferente” dos outros para receber tratamento diferenciado. Lógico que se vocẽ quiser fazer uma caminhada nas montanhas, isso vai ter que ter um monte de equipamento diferenciado, mas também temos que nos deparar com nossas limitações e aceitar que algumas coisas são muito “senso comum” e muitto pouco nossa própria vontade. Quem põem em nossas cabeças que temos que superar com essas coisas? Por que não temos que superar com um ótimo casamento, com uma ótima casa e uma ótima coscientização da familia para ótimizar essa pequena idéia? Não vi nada disso ainda, não vi os médicos disserem: “Olha, seu filho vai ser uma pessoa com deficiência, mas com um tratamento adequado, vai ser uma pessoa como outra qualquer”. Talvez eu seja um idealista, mas ainda acredito que o melhor caminho é melhorar o ser humano e seus conceitos, fora isso, é mero “papo” de intelectual hipocrita.

As pessoas devem entender que essas pequenas coisas são meras atitudes populistas, atitudes que não causarão impacto dentro de um governo ou de uma ideologia, são esmolas da mesma cartilha de Roma, dão o pão e circo e o “povão” fica feliz. Não que eu ache arrado o deficiente ir a praia, tem que ir mesmo, mas com a consciencia que para a PRAIA ser de TODOS, temos que ser TODOS e não querer baba. Ainda dependendo do horario, não entramos no mar, só se for das 9:00 as 14:00, se isso é divertimento, tô fora!

Quando esses “chumbados” vão ter vergonha na cara para perceber as coisas? Não perceberam a esmola? Vão sofrer muito ainda…ai ai, cambada de mimados!

Acessem o novo Portal Ser um Deficiente ->http://amaurijunior23.wiki.zoho.com/Ser-um-Deficiente–1.html

Quem quiser fazer perguntas sobre deficiencia, filosofia e espiritualidade aqui ó >>> http://www.formspring.me/Amaurinolascosj

Também tem no NING acessem ->http://serumdeficiente.ning.com/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: